domingo, 18 de fevereiro de 2007

EU PRECISO ESCREVER!

Outro dia me peguei lembrando do meu tempo de adolescência.Nunca fui uma pessoa de muitos amigos.Meus maiores amigos sempre foram os livros,os filmes,os cadernos,as poesias...Me contentava com isso.Sempre gostei de uma caneta e um papel!E sempre gostei de minha casa.Não adianta,fui educada assim.Nunca gostei de casa de vizinho.Quando queria brincar com alguém,chamava pra ir lá pra casa.No muito,na rua,uma ruazinha pouco movimentada,onde brincávamos de pique-esconde,de queimada,de vôlei...Com esse 'tamanho todo' e sempre adorei vôleiboll.Passei uma infância entre Minas e Espírito Santo.Nunca fui muito de gostar do Espírito Santo.Sempre sonhei em voltar pras Minas Gerais até conhecer a Bahia.Lá foram tempos bons,da faculdade.Cheguei odiando e saí amando o lugar!Coisa de louco,mas a Bahia me ensinou muito.Me ensinou principalmente a ser corajosa.Mas esse assunto deixo pra outra hora.Quero falar da minha adolescência.Pois bem. Tempos difíceis,com várias perguntas sem resposta.Sempre retraída,absorta em meu mundo particular.Não,não sou autista!Era apenas uma menina que sonhava em ser professora até os 13 anos.Após, jornalista.Cheguei a fazer vestibular pra isso,mas acabei mesmo virando advogada.Eu tinha um quadro negro em casa e adorava lecionar pros guris da rua!Daí fui vendo que aquilo não iria dar em nada,fui me desmotivando...Mas sempre gostei de escrever.Nunca me esqueço do dia que fui até a papelaria e comprei um caderno enorme,com cerca de 500 páginas e comecei a escrever uma novela!!Acreditem se quiser,mas escrevia...E os intérpretes dos personagens eram os atores da Globo!!Hoje acho graça dessa minha incrível criatividade chinfrim...Mas era divertido.Nunca me esqueço: chegava da escola,fazia o que tinha que fazer, pegava o caderninho e começa a escrever,tirar idéias da minha cabecinha maluca!Foram meus primeiros escritos.No início tinha uma vergonha louca de falar que escrevia essas novelinhas.Eram historias mirabolantes,lembro bem.Daí vieram os poemas...Muita coisa ainda está guardada na casa da minha irmã,no ES.Tive um professor de literatura que dizia que eu tinha 'feeling' pra coisa,que escrevia bem e tal.E acreditei! Mas fui fazer o curso de Direito e muita coisa se perdeu...esse 'feeeling',acho. Livros e livros técnicos.E os filmes?Fins de semana eu assistia em média uns 6.Hoje,mal mal uns 2,3, e olhe lá.Sem falar que onde eu moro não encontro muita coisa boa.Apenas entretenimentos banais...
Bem,também sofri muito na minha adolescência.Eu era uma menina nada precoce.Tudo sempre aconteceu tarde pra mim.Menos nos estudos.Aliás, passei minha vida inteira estudando.Isso eu pago hoje,porque fui deixando o 'pessoal' de lado e vivendo somente o profissional.Mas não chega a ser um arrependimento.Considero-me uma pessoa realizada sob alguns aspectos.Entre eles a capacidade de absorver com facilidade a criatividade humana.Transito com facilidade em vários campos,conheço bons escritores,adoro leituras,sejam quais forem.Queria me aprofundar mais em alguns temas mas,por força das circunstâncias, está impossivel no momento.Quando eu ficar velhinha,quero voltar a escrever com força total.Não serei uma Cora Coralina,mas só pelo prazer da escrita.Esse blog surgiu por isso,pelo simples fato de escrever.Não importa o quê. Escrever,treinar a escrita.Eu sou eterna adoradora das palavras.Eu amo palavras!Elas têm vários gostosos.Ora amargo,ora doce.E sempre palavras.
.
Outro dia escrevo mais.Gosto de falar sobre tudo,e tudo tem um porquê.E um dia, esses escritos,por mais simplórios que sejam,servirão pra alguma coisa,nem que seja pra dizer: 'como escrevia mal,tadinha'...[risos]Aliás,se eu morresse hoje, no meu epitáfio estaria escrito:

"Aqui jaz uma escritora.Por pura prazer.Anônima,mas escritora.E foi feliz com isso."
.
angel.

p.s.: não sou uma Lispector,mas acho que tenho um pouco dela,que escrevia principalmente por prazer...

Um comentário:

Evandro disse...

hummm, vou fingir que não li... pra ouvir tudo isso das sua boca... rsrs

TE AMOOOOOOOOOOOO