domingo, 1 de abril de 2007

HOJE É DOMINGO, PEDE CACHIMBO...
.
Meus sobrinhos: João Pedro, Ana Beatriz e Ana Luísa. Hoje é domingo, e a vontade era estarmos todos reunidos em volta da mesa, rindo,brincando,jogando conversa fora.Há exatos 2 anos e 4 meses meus pais se mudaram para o Pará, criando assim essa barreira geográfica que nos masssacra dia-a-dia.Eu estou aqui há quase 2, e só eu sei como essa distância é ruim. Meus sobrinhos estão crescendo e eu aqui sem poder acompanhá-los.Tentamos nos contentar com telefonemas,filmagens e fotografias.É o curso da vida,que nem sempre pode seguir lineramente,normal,como poderia melhor dizer.Mas temos uma vontade que nos impulsiona.Sempre uso o verbo na 1ª pessoa do plural porque é uma vontade coletiva.Não é somente uma vontade minha e dos meus pais.É uma vontade de toda a família. Sempre lembro quando tudo isso aconteceu...Eu estava em BH quando recebi o telefonema de que meu pai havia vendido o nosso comércio e a nossa casa.Por um momento eu gostei,porque imaginava que ele iria ficar feliz em realizar um sonho, que era comprar uma bela fazenda e viver no mato.Diziam que no Pará isso era possível.E nada disso aconteceu.Tudo foi desviado.Os planos do meu pai foram pelo ralo.E de quebra minha mãe me chama pra vir pra cá com a doce ilusão que aqui havia bons empregos.Então eu vim.Fiquei bons meses sem trabalhar;era algo torturante.Daí surgiu um concurso pra advogado da Prefeitura local.Apenas 1 vaga.Achei até que não daria.Mas Deus me colocou no primeiro lugar.Desde inicio do ano passado estou trabalhando.Advogar particular,aqui, está muito complicado.E, na esperança de voltar -uma vez que fiz um concurso em Minas e aguardo uma possível convocação-, prefiro não criar empecilhos pra sair daqui.E advogar prende muito,teria que sair às pressas, porque só nos dão 30 dias para organizar toda a documentação e tomar posse.Se não der certo, eu penso em voltar assim mesmo,porque quero mais.Aqui é difícil pra estudar. E sei que Deus vai abrir as comportas do céu, e algo vai acontecer.Eu creio.A chuva de Deus vai descer.E um dia quero voltar aqui e reler esse texto e ver que as promessas que Deus tem pra mim não falharam.Vai chover!
.
E assim eu sigo aqui, na esperança e na iminência de um retorno.Volta e meia eu falo sobre esse mesmo tema: a distância.Muitos podem achar bobeira, mas eu prezo muito minha família.Se eu tiver que abdicar de algo pra ficar mais perto de todos eu vou fazê-lo.Sem pestanejar.O homem corre atrás de dinheiro como um louco desvairado e muitas vezes vive infeliz.Claro, dinheiro é importante,não vou negar nunca!Mas o pior é quando se trabalha muito e não ver o resultado que se espera.E além disso morar nessa distância...Não dá pra pegar um avião hoje e voltar amanhã. Por mais dinheiro que se tenha, não dá pra ver a familia todo mês.Imagine eu, que estou há quase 2 anos presa aqui!Isso pra mim não compensa. E pensando nisso que eu quero retornar.Se for preciso eu volto a escala zero,sem problemas.Nunca tive medo de trabalhar,seja lá no que for.
.
Eu só quero retornar e voltar a ver a mesa cheia de gente!Barulho de família,coisa que não vejo há tempos.Ainda quero postar aqui belas fotos em família.E sei que não está muito longe de acontecer.Por enquanto fica a saudade;saudade de um domingo de sol...Saudade de vocês,meus amados sobrinhos!
.
angel.

Um comentário:

Evandro disse...

oo, amor, tão lindo o que escreveu...

és sempre meu orgulho.

tão batalhadora. sempre atrás dos seus ideais...

TE AMO. estou sempre do seu lado.

beijos pra você, e pra sobrinhada fofa...rsrs