domingo, 6 de janeiro de 2008



"ai daqueles
que se amaram sem nenhuma briga
aqueles que deixaram
que a mágoa nova
virasse a chaga antiga
..........
ai daqueles que se amaram
sem saber que amar é pão feito em casa
e a pedra só não voa
porque não quer,
não porque não tem asa"
paulo leminski
.
Em casa...uma dor nos ombros...não posso ficar muito tempo em frente ao pc...Mas não adianta, quero escrever!Rimou...[risos]
Escrever para mim é uma grande libertação.Libertação de alma, de sentimentos...evaporação de pesos.Tudo fica mais leve em mim.E nos úlitmos dias eu senti falta de estar aqui, dissertando sobre qualquer coisa, qualquer vontade.E hoje a minha maior vontade é estar transparente, é deixar sair de mim toda verdade, no maior estilo kamikaze,sabe?Aquela coisa meio doa a quem doer.Não que eu queira falar acerca de coisas contundentes e tal...Quero dizer apenas que tudo que eu faço é pautado em lealdade.Gosto de ser leal com os que amo verdadeiramente.Não dá pra fingir nada!Mas o maior principio que vejo nisso tudo é aquele conhecido por todos: "não faça aos outros o que não gostaria que fizesse contigo".Essa máxima me acompanha sempre, porque tudo que penso em fazer eu busco refletir nessas palavras, porque o que não desejo pra mim não quero refletido no outro não.
E esse poema de Leminski diz muito sobre isso.Brilhante.Chega de desculpas, de vieses.O grande lance é a verdade.Se tiver que brigar para esclarecer algo,brigue; se alguma mágoa chegou, esclareça logo,antes que vire uma doença crônica,dificil de curar.E por aí vai.A minha mãe tem o costume de dizer que eu sou sincera demais.Verdade.Às vezes exagero na dose,mas faz parte de minha essência,isso.Sei que poderia maneirar um pouco,mas é complicado.Acredito que eu posso mudar muita coisa em mim,mas pouco ou quase nada de minha essência.É como se fosse a base, o alicerce de minha personalidade.Será que Freud explica?
Mas enfim, quero deixar aqui apenas essa minha verdade.E pronto!
ao som de: "new years day", by U2.

Um comentário:

evan disse...

a sinceridade é uma qualidade.

ah, acabei batendo o olho e vendo que você atualizou a sua lista de filmes com os filmes que nós vimos nesses últimos dias...rs achei legal.

p.s.:me corrija se eu estiver errado... é bobeira, mas... é 'bravo' ou 'o bravo'? acho que é o 'o bravo', porque eu me lembro que em inglês é 'the brave'... mas pode ser que em potuguês ficou bravo. se você souber melhor, me fala, tá?

beijo... e me deu saudade em lembrar dos filmes vistos com você.