sábado, 10 de dezembro de 2011

Acordar no meio da madrugada...

... não é algo muito bom. Em todos os sentidos, diria. Primeiro porque todos estão dormindo: do gato que fuça o lixo aos internautas de redes sociais; segundo porque não faz bem à pele uma noite mal dormida. E posso dizer mais? Porque você para para pensar na vida. E pensar na vida, muitas vezes, não é uma coisa tão legal. Ainda mais quando coloco uma canção pra tocar bem próximo aos tímpanos! Sim, com fone de ouvido em último volume. E lá vem memória auditiva!

No meu caso isso se chama tortura, sabe? Música, em qualquer situação, para mim, é chamar o coração à nostalgia. Relembro os tempos de criança, o cheiro do pão de queijo saindo do forno na casa da minha mãe, o coração dilacerado por um grande amor, os tempos da faculdade, os momentos sozinha estudando para concursos... Tudo isso é relembrado ao som de grandes canções. Tem tortura maior? Acho que não tem.

Não posso esquecer que  uma tortura em forma de melodia pode ser bem prazeroso também. Ah, uma vez me torturei ao som de Edith Piaf e achei muito prazeroso!#masoquistafeelings!#

E nesta madrugada não tem sido diferente. Estou aqui me deliciando com este único barulho da noite. Sim, o silêncio lá fora não pode encher o meu quarto neste momento. O silêncio da madrugada traz à tona sentimentos latentes, esquecidos pela agitação diária, pela pressa em terminar tarefas, pela responsabilidade que me é intrínseca. Às vezes queria ser mais cartesiana, arriscar menos, racionalizar. Em tudo! Envolvo-me com pequenas coisas que me parecem tão grandes... E isso é o que não quero pensar agora! rs

Nesta madrugada eu penso. Penso coisas bobas e extravaso sentimentos sem escolher a ordem dos fatores. E nessa desordem sentimental, vou do rock ao samba; da MPB à bossa. Ái, que fossa!

Mas acho que vou tentar dormir. Chega de pensamentos! E como uma Pollyanna, vou dormir pensando que a vida pode ser mais, muito mais do que pensamos e desejamos. Sim, a vida pode ser cheia de surpresas boas :)

Termino este texto com uma canção positiva, como uma ode ao dia que vai nascer daqui a pouquinho:



Boa noite,

Ange.

3 comentários:

Angélica Oliveira disse...

Adorei o texto!! Também concordo com você, o ruim de acordar de madrugada (ou de ñ conseguir dormir) é que você começa a pensar na vida...nos erros, nos sofrimentos....no meu caso nunca é coisa boa...rs
E sim, música é memória!!! Quando eu quero lembrar de alguém ou de alguma fase da minha vida, eu coloco determinada música, fecho os olhos e viajo no tempo...viajo....rs
Por dias melhores, Ange!!!
Beijos

Pri disse...

Ange bom dia!
Olha faço minhas as palavras da Angélica as vezes tem momentos que ficamos assim meio pra baixo e só uma boa musica pra levantar o ânimo.
E olha aqui em casa eu sou meio que coruja e uma das coisas que eu e meu esposo fazemos durante a madrugada e olhar para o céu,parece algo meio estranho mas é o melhor momento pois fica aqui silêncio tão gostoso e assim se sente mais relaxada e é um momento em que podemos agradecer a Deus por tudo que temos e somos apesar dos pesares.Então está é minha dica quando estiver triste, sem sono, etc sai pra fora e olho pro Céu verás coisas increvéis!
Beijosss e um ótimo domingo pra você e seus familiares

Anônimo disse...

credo