segunda-feira, 22 de janeiro de 2007


pra momentos sem inspiração, uma poesia:

Tudo
O mar tem tudo o que eu quero:
ondas,espuma e,lá longe,
uma linha chamada horizonte
que nunca foge...
[renata pallottini]
e eu adoro olhar o mar...

2 comentários:

luiz disse...

curiosidade fútil, mas com implicações filosóficas e existenciais: sabia que ao nível do mar, a linha do horizonte se divide exatamente em metade mar e metade céu?

deve ser muito bom ter uma vida só de mar e céu, com os pés enterrados na areia.

Beijos

Evan disse...

Ahhhhhhhh... estou de volta...rsrs

não te abandonei não...

mar, protetor solar, água de coco... hummmmmmmmmm rsrs