sábado, 16 de junho de 2007

"...Quando não houver caminho
Mesmo sem amor, sem direção
À sós ninguém está sozinho
É caminhando que se faz o caminho
Quando não houver desejo
Quando não restar nem mesmo dor
Ainda há de haver desejo
Em cada um de nós, aonde Deus colocou..."
titãs - enquanto houver sol
.
.
Hoje acordei,olhei pros lados e vi deserto.Tão difícil quando estou atravessando momentos delicados,cruciais,cheios de vontades não realizadas e ter a sensação que estou sendo avaliada,medida dos pés à cabeça...Vejo que as pessoas "próximas" não entendem,confundem o que estou vivendo.Querem atenção o tempo todo,querem que eu esteja sempre à disposição delas e nem ao menos páram para perguntar o porquê de tudo isso estar assim!
.
Sempre fui o tipo de pessoa que prezou pelo outro,preocupou,estendeu a mão,mas tem uma hora que não dá,que quero cuidar do meu umbigo,apenas! Não é uma forma egoista de viver,é uma forma sensata de não aparentar sempre um pessimismo. Como detesto pessoas que só lamentam,que têm uma vida bacana mas porquê não conseguiu comprar aqueles óculos "da hora" ficam a lamentar sua vidinha medíocre, eu já prefiro me recolher em momentos de dor,de problemas reais.Estou vivendo isso tudo. Estou vivendo momentos em que prefiro o silêncio a ter que repetir o tempo todo que não estou bem.E as pessoas não entendem.Daí tiram conclusões precipitadas,falam que bloqueei todo mundo do messenger porque quero ficar à sós com o meu namorado! Tais imbricações não passam por essa vertente de pensamento.Há algo mais profundo,mais latente aos olhos alheios...
.
Tão difícil vivenciar tudo isso,mas queria que as pessoas soubessem que não fugi de todo mundo por vontade própria; que perdi um pouco do tato não porque eu quis; que estou chata mas nada disso é gratuito.Tudo tem um por quê.Quero ter um pouco de sossego para resolver todas as minhas pendengas.Assim, como a fênix,renascer das cinzas. Tudo bem,parece até melodrama mexicano,mas só quem vive momentos no deserto sabe o que estou dizendo.
.
O ser humano,de modo geral, é reclamão mesmo.Às vezes um simples resfriado nos faz ver o mundo mais cinza.Mas é aquilo que sempre escutei: "meus problemas são sempre os piores.acontecem comigo!" E é verdade.Daí,gostaria que respeitassem esse meu momento.Vou sair em definitivo do meu estado "hermitão" quando eu achar que estou preparada para tanto.Enquanto isso não acontecer, quero ficar assim mesmo, recolhida com meus problemas,com meus pensamentos.E às vezes,dou sinal de vida, porque nem sempre estou completamente na tempestade...de vez em quando vem a bonança...
.
Ange.

Um comentário:

Evandro disse...

muito bonito o que escreveu, meu amor.

pois é, a vida é um emaranhado de problemas, que vamos contornando um a um. alguns com facilidade, outros com dificuldade. alguns com bonificação, outros com castigo. alguns fáceis, outros difíceis. alguns nos trazem alegria, outros tristeza. às vezes nos cercamos de problemas, às vezes encontramos poucos. mas nunca estaremos livres deles.
o importante é estarmos sempre prontos para enfrentá-los... sempre fortalecidos.
espero estar ao seu lado sempre...sempre... pra te fortalecer, para te ajudar, para te encorajar. pois você é a pessoa mais maravilhosa que conheço... e quero te ver sempre bem.

Te amo!

com carinho, com amor, "com açucar, com afeto" [rs],

Seu Evan.